Municípios decretam emergência após chuva e vento forte no interior do RS

Com pedidos, pelo menos três prefeituras tentam receber benefícios para recuperar prejuízos. Segundo a Defesa Civil, oito cidades relataram estragos devido ao mau tempo na quarta-feira (9) e nesta quinta (10).

Por G1 RS e RBS TVChuva forte deixa casas destelhadas e sem energia em Uruguaiana

Chuva forte deixa casas destelhadas e sem energia em Uruguaiana

Oito municípios do Rio Grande do Sul relataram estragos e transtornos devido ao mau tempo na quarta-feira (9), de acordo com o último boletim divulgado pela Defesa Civil. Pelo menos três, Alegrete, Uruguaiana e São Francisco de Assis, decretaram emergência. Dom Pedrito avisou que irá decretar. Com esses pedidos, cada prefeito tenta ter acesso a benefícios para recuperar os prejuízos.

Para receber ajuda, como cestas básicas, colchões, kits de higiene pessoal, e até recurso em dinheiro, o pedido deve ser homologado pelo governo estadual e, depois, reconhecido pela União.

O caso mais grave aconteceu em Alegrete, na Fronteira Oeste, onde um homem morreu após uma árvore cair sobre uma casa de madeira, onde ele dormia. O acidente, conforme a Polícia Civil, foi durante o temporal que atingiu a região.

Árvore destruiu parte da casa de madeira onde homem de 43 dormia — Foto: Divulgação/Polícia Civil

Árvore destruiu parte da casa de madeira onde homem de 43 dormia — Foto: Divulgação/Polícia Civil

A vítima foi identificada como Luís Antônio Pereira Duarte, 43 anos, segundo a delegada do caso, Patrícia Sanchotene. Ele estaria sozinho no local. A casa de madeira fica em uma fazenda localizada a 55 km da região central da cidade. O homem trabalhava como diarista na lavoura.

Em Uruguaiana, na mesma região, uma residência foi atingida por um poste, mas ninguém ficou ferido.

Cidades atingidas

  • Alegrete: uma pessoa morreu, três ficaram desalojadas (casas de parentes) e 126, desabrigadas (abrigadas em um ginásio). Residências ficaram alagadas e árvores caíram na sobre a ERS-377.
  • Bagé: três pessoas ficaram desalojadas. Houve registro de alagamentos, além de quedas de árvores e postes. Casas ficaram destelhadas.
  • Dom Pedrito: oito pessoas ficaram desabrigadas e outras oito desalojadas.
  • Jaguari: 16 pessoas foram retiradas de suas residências em uma área de inundação do Rio Jaguari.
  • Pedro Osório: turistas foram retirados do camping municipal. Rio Piratini está 5,60 cm acima do nível considerado normal. Ponte Orquestra, que faz divisa com Piratini, está interrompida.
  • São Borja: estradas ficaram bloqueadas, e residências alagaram.
  • São Francisco de Assis: residências alagaram e estradas ficaram bloqueadas.
  • Uruguaiana: residências ficaram destelhadas, houve queda de postes e rodovias ficaram bloqueadas.

Prejuízos causados pelo temporal

Cidades atingidas 8
Desalojados 66 famílias (279 pessoas)
Desabrigados 56 famílias (234 pessoas)
Óbitos 1

A Defesa Civil informa que segue acompanhando a situação das cidades do interior do estado. Pedidos de auxílio podem ser feitos pelo telefone 199.

Temporal causa queda de árvore e mata homem em Alegrete

Temporal causa queda de árvore e mata homem em Alegrete

Previsão do tempo para os próximos dias

Nesta quinta (10), a situação segue pior na Fronteira Oeste, mas ainda pode chiver e ventar forte em todo o estado. aos 70 km/h. Na metade Norte, incluindo Porto Alegre, o sol aparece intercalado com períodos de chuva, mas também há condições para temporais. As temperaturas continuam elevadas.

Na sexta (11), a frente fria se afasta mas o tempo continua instável e com chuva a qualquer hora do dia no Rio Grande do Sul. Áreas do Norte do estado, próximas de Sanbta Catarina, podem ter chuva mais volumosa.

Para os próximos dias, a previsão ainda é de chuva no Rio Grande do Sul. Mais uma vez, um corredor de umidade da Amazônia que mantém o tempo instável. Deve chover mais na Região Noroeste, no sábado (12). A nebulosidade aumenta e as temperaturas diminuem ligeiramente no fim de semana, porém ainda com sensação de abafamento.

Fonte/Reprodução: G1RS

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.