Mensagem do dia – Como um homem semeia

semear-colherQuando eu estava na escola secundária, o valentão da oitava séria deu-me um soco no estômago. Aquilo não só doera como me deixou furioso, mas o constrangimento e a humilhação foram quase intoleráveis. Eu desejei desesperadamente acertar as contas com ele! Planejei encontrá-lo no local onde eram guardadas as bicicletas e vingar-me.

Por algum motivo, contei o meu plano para Nana, minha avó – o que foi um grande erro. Ela deu-me um de seus longos sermões (aquela mulher realmente sabia falar!). O sermão foi uma chatice, mas entre outras coisas, lembro-me vagamente de Nana dizendo que eu não precisava preocupar-me com ele. “Boas sementes dão bons frutos, e más sementes dão maus frutos” – observou. Eu disse-lhe, de um modo gentil, é claro, que achava que ela estava falando besteira. Disse-lhe que fazia coisas boas o tempo todo e não recebia “droga” nenhuma em troca. Disse: “Um dia você colherá os frutos de todas as suas boas ações, e das más também.”

Eu demorei 40 anos para entender a sabedoria de suas palavras. Nana estava vivendo em um lar para idosos em Laguna Hill, Califórnia. Todas as terças-feiras eu ia buscá-la para jantarmos fora. Sempre a encontrava bem vestida e sentada em uma cadeira perto da porta da frente. Lembro-me vividamente de nosso último jantar juntos antes de ela ir para a clínica de repouso. Nós fomos de carro para um pequeno restaurante próximo onde serviam comida caseira. Pedi assado de panela para Nana e um hambúrguer para mim. A comida chegou e eu percebi que Nana não estava comendo. Apenas olhava para a comida. Eu afastei o meu prato, peguei o dela, coloquei-o diante de mim e cortei a sua carne em pequenos pedaços. Depois coloquei o prato de volta à sua frente. Enquanto ela com muita dificuldade levava a carne à sua boca, lembrei-me de algo que trouxe lágrimas aos meus olhos. Quarenta anos antes, quando eu era um garotinho e me sentava à mesa, Nana sempre cortava a carne em meu prato em pequenos pedaços para que eu pudesse comê-la.

Haviam-se passado 40 anos, mas a boa semente dera um bom fruto. Nana estava certa. Colhemos exatamente o que plantamos. “Um dia você colherá os frutos de todas as suas boas ações, e das más também.”

E quanto ao valentão da oitava série?

Encontrou-se com o valentão da nona série.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.