Inter se apega a retrospecto fora de casa em 2019 para buscar título gaúcho na Arena

Colorado tem 70% de aproveitamento em jogos longe do Beira-Rio na temporada

Por Eduardo Deconto — Porto Alegre

 odai
Foto: Ricardo Duarte / Internacional

Após um empate em 0 a 0 no Beira-Rio inflamado por polêmicas e lances de perigo dignos de honrar a história dos Gre-Nais, o Inter pisará a Arena nesta quarta-feira, às 21h30, com a intensidade como ordem para bater o Grêmio no duelo da volta da final do Gauchão. E levará consigo um trunfo. A equipe se apega ao histórico fora de casa em 2019 para erguer a taça em pleno reduto do maior rival.

Passados 20 jogos, o Inter tem números melhores como visitante do que como mandante na temporada. A equipe de Odair Hellmann soma 70,37% de aproveitamento atuando fora do Beira-Rio, contra 69,69%quando joga em casa (confira na tabela abaixo).

Pelos 16 jogos do Gauchão, os números em casa e fora são os mesmos. O Inter soma cinco vitórias, um empate e duas derrotas nas oito partidas como mandante e nos oito confrontos como visitante.

Inter em 2019

Em casa Fora
11 jogos 9 jogos
7 vitórias 6 vitórias
2 empates 1 empate
2 derrotas 2 derrotas
17 gols feitos 10 gols feitos
8 gols sofridos 6 gols sofridos
Aproveitamento: 69,69% Aproveitamento: 70,37%

Os números da temporada chamam atenção especial pela comparação com 2018. O Inter teve 80,9% de aproveitamento e apenas duas derrotas em 28 jogos no Beira-Rio. Neste ano, são duas derrotas em três meses e 11 partidas.

Nesta quarta-feira, Odair espera que o Grêmio adote postura mais agressiva dentro de casa, com posse de bola para “martelar” a defesa em busca do gol. Como efeito colateral, o rival deve deixar as costas dos volantes vulneráveis, com espaço para o Inter tentar explorá-las com velocidade em contra-ataques – uma das armas trabalhadas à exaustão pelo treinador.

– Temos que manter a mesma intensidade e ir lá para tentar ganhar. A gente confia no trabalho, no nosso time. Já vencemos e fizemos bons jogos contra times do tamanho do Grêmio. Então temos condições de vencer – afirma o zagueiro Víctor Cuesta.

Inter de Guerrero terá de marcar levantar taça nos 90 minutos — Foto: Ricardo Duarte/Divulgação Inter
Inter de Guerrero terá de marcar levantar taça nos 90 minutos — Foto: Ricardo Duarte/Divulgação Inter

Com indefinição sobre a presença de Rodrigo Dourado, o técnico tem traçada a estratégia para o clássico e fará uma alteração na equipe. William Pottker ganha a vaga de D’Alessandro na direita para conter os avanços de Everton e remontar o estilo de jogo de intensidade e combatividade no 4-1-4-1.

– Lá, vão fazer o que o Grêmio faz: tentar a posse de bola, o jogo apoiado para ficar batendo até achar espaço num erro ou na infiltração. Mas tem que saber que neste momento temos um contra-ataque muito forte. Essa exposição dos laterais pode nos dar campo. Esse é um jogo de xadrez que vamos jogar para buscar o título – diz o técnico Odair Hellmann.

Odair busca 1ª vitória na Arena para reeditar Falcão

Nesta quarta-feira, Odair persegue seu primeiro título da carreira logo na casa do maior rival. E pode reeditar um feito alcançado por Paulo Roberto Falcão justamente sobre Renato Gaúcho.

Em 2011, o técnico colorado largou com desvantagem na final do Gauchão, após perder o jogo de ida no Beira-Rio por 3 a 2. Na volta, o Inter devolveu o 3 a 2 e ergueu o título nos pênaltis em pleno Estádio Olímpico. A taça foi a última do velho estádio gremista.

Inter campeão Gaúcho Gauchão 2011 Olímpico Gre-Nal — Foto: Alexandre Lops / Internacional / ArquivoInter campeão Gaúcho Gauchão 2011 Olímpico Gre-Nal — Foto: Alexandre Lops / Internacional / Arquivo

O retrospecto como visitante, aliás, é trunfo para quebrar uma escrita incômoda na casa do maior rival. Odair Hellmann ainda não viu o Inter marcar um gol sequer sob seu comando na Arena. Em quatro clássicos, são três derrotas e um empate, com aproveitamento de apenas 8,33% e um total de nove gols sofridos.

O histórico em Gre-Nais na Arena também preocupa – e paradoxalmente traz uma coincidência positiva. O Inter tem apenas uma vitória em 12 clássicos no estádio gremista, inaugurado em 2012 – são mais sete empates e quatro derrotas, com um total de 27,77% de aproveitamento.

O único triunfo, porém, é alentador. Em 2014, o Colorado de Abel Braga venceu o Grêmio de virada por 2 a 1 na Arena, pelo jogo de ida da final do Gauchão. Na volta, a equipe goleou por 4 a 1 e ficou com a taça, erguida no Estádio Centenário, em Caxias do Sul.

GRÊMIO X INTER – GAUCHÃO – FINAL (VOLTA)

  • Local: Arena do Grêmio
  • Data e horário: quarta-feira (17), às 21h30 de Brasília
  • Provável Inter: Marcelo Lomba; Zeca, Rodrigo Moledo, Víctor Cuesta e Iago; Rodrigo Lindoso (Rodrigo Dourado), Edenílson, Patrick, William Pottker (D’Alessandro) e Nico López; Paolo Guerrero
  • Provável Grêmio: Paulo Victor; Leonardo, Pedro Geromel, Kannemann e Bruno Cortez; Maicon, Matheus Henrique, Alisson (Diego Tardelli), Jean Pyerre e Everton; André
  • Desfalques do Inter: Rithely
  • Desfalques do Grêmio: Paulo Miranda e Marcelo Oliveira
  • Transmissão: RBS TV para todo o Rio Grande do Sul e Premiere; o GloboEsporte.com acompanha todos os lances em Tempo Real
  • Trio de arbitragem: Jean Pierre Gonçalves Lima, auxiliado por Rafael da Silva Alves e Lúcio Beiersdorf Flor

Fonte/Reprodução: GloboEsporte.Com

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.