Homem é denunciado por matar mulher, roubar pertences e simular suicídio em Santa Maria

Denúncia do promotor Joel Dutra é por latrocínio. Depois de ser preso, homem confessou crime à polícia. Mariene Rossi Teixeira era ex-cunhada dele.

Sede do Ministério Público em Santa Maria — Foto: MP-RS/Divulgação
Sede do Ministério Público em Santa Maria — Foto: MP-RS/Divulgação

O Ministério Público denunciou por latrocínio o homem investigado pela morte da ex-cunhada por asfixia, em Santa Maria, Região Central do Rio Grande do Sul. O crime aconteceu em maio deste ano. A denúncia do promotor Joel Dutra descreve que o acusado ainda roubou pertences da vítima e simulou o suicídio de Mariene Rossi Teixeira.

Segundo o MP, o homem ainda não nomeou advogado para sua defesa no processo.

Diz a denúncia que o acusado roubou um notebook, um celular, um secador de cabelo e um cobertor (usado para envolver os objetos). Para entrar na casa de Mariene, ele entortou as fechaduras de dentro da porta por meio de um vão da janela. Foi até o quarto da vítima, que dormia, e, ao pegar o celular da cabeceira, ela acordou.

Nesse momento, ainda conforme a denúncia, ele decidiu matar a mulher para não ser reconhecido como autor do roubo. O homem a esganou até a morte.

Depois, foi até a garagem da casa, pegou um arame e passou pelo pescoço de Mariene. Empilhou duas cadeiras e posicionou-as no cômodo, de forma que sua morte parecesse um suicídio.

Ele fugiu a pé. O homem foi preso logo após o crime, com pertences da vítima. Dias depois, conforme a Polícia Civil, ele confessou a morte da ex-cunhada.

Fonte/Reprodução: G1RS

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.