Abel justifica mudanças por experiência e admite falta de profundidade ao Inter em queda

Colorado consegue vencer América-MG no último lance da partida desta quarta-feira, mas perde nos pênaltis e cai nas quartas de final da Copa do Brasil

Por Redação do ge — Belo Horizonte

Melhores momentos: América-MG 0 (6) x (5) 1 Internacional pelas quartas de final da Copa do Brasil
Melhores momentos: América-MG 0 (6) x (5) 1 Internacional pelas quartas de final da Copa do Brasil

Abel Braga conquistou a primeira vitória na volta ao Inter na noite desta quarta-feira, mas ela teve o sabor amargo de uma eliminação. O Colorado venceu o América-MG por 1 a 0 no Independência, pelas quartas de final da Copa do Brasil, e acabou eliminado nos pênaltis, com a derrota por 6 a 5.

Na entrevista coletiva após a partida, o treinador ressaltou a entrega de sua equipe para buscar o gol no último lance do jogo, com Yuri Alberto, mesmo que tenha faltado profundidade durante os 90 minutos. Abel ainda explicou as opções por Rodinei e Leandro Fernández e lamentou o desfecho das cobranças de pênalti.

– Não tem tática. Não tem estratégia. Coloquei uma equipe mais experiente por causa do grau de dificuldade do jogo. O que caracteriza o adversário é recuperação de bola com transição rápida. Nosso negócio era errar o mínimo de passes. Fizemos bem. Mas faltou profundidade. Depois, a garotada conseguiu até o último lance o gol. Foi pena. Depois de jogar 90 minutos no campo adversário, é muito complicado – afirmou Abel.

Abel Braga, técnico do Inter, no jogo contra o América-MG — Foto: Ricardo Duarte/Divulgação Inter
Abel Braga, técnico do Inter, no jogo contra o América-MG — Foto: Ricardo Duarte/Divulgação Inter

O treinador isentou de culpa os atletas que perderam as cobranças – especialmente o artilheiro Thiago Galhardo. O técnico disse que o Inter merecia “sorte melhor” nas penalidades.

– O próprio Galhardo não treinou. Mas em oito pênaltis no ano, não havia perdido nenhum. A única coisa que eu lamento é que eles mereciam, nesse cara ou coroa, sorte melhor. Mas tivemos dignidade para perder. Faltou no menino, o Alexandre (do América-MG). Não tem que provocar. O vencedor tem que evitar esse tipo de preocupação que não leva a lugar nenhum – ressaltou.

Abel afirmou ainda que a eliminação passou mais pela derrota no jogo de ida do que pelas penalidades. O treinador voltou a lamentar a desatenção no gol sofrido no Beira-Rio.

– Quando o time não ganha, vocês vão achar tudo ruim. O Inter jogou 90 minutos dentro do campo adversário. Sem muita profundidade. Sem muita chance de gol. Concordo plenamente. Mas nós perdemos a classificação lá (em Porto Alegre), numa desatenção. Hoje tentaram fazer e não conseguiram – disse.

Eliminado, o Inter volta a concentrar forças no Brasileirão. Neste domingo, o Colorado recebe o Fluminense às 18h15, no Beira-Rio, pela 22ª rodada.

Link da Notícia: https://globoesporte.globo.com/rs/futebol/times/internacional/noticia/abel-justifica-mudancas-por-experiencia-e-admite-falta-de-profundidade-ao-inter-em-queda.ghtml

Fonte/Reprodução: GloboEsporte.Com

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.